• Durante três dias, colaboradores da Cetric de Araucária participaram de treinamento

    by  • 7 de janeiro de 2014 • Notícias • 0 Comments

    Nos dias 07, 14 e 21 de dezembro, 16 colaboradores da Cetric de Araucária – PR participaram de uma capacitação teórica e prática sobre prevenção e combate a incêndios, primeiros socorros, reanimação cardiopulmonar, resgate de vitimas e também, sobre abandono de área.  As atividades foram ministradas por profissionais da empresa Phenix Fire Ltda, com os instrutores Luiz Marcelo Fontana e pelo ex- Bombeiro Militar da FAB, André Luiz da Silva Moura.

    Na capacitação, os colaboradores fizeram um treinamento sobre as práticas de lançamento de mangueiras de combate a incêndio, bem como o uso correto dos extintores. Realizaram também, combate a incêndio, onde as chamas atingiam mais de cinco metros de altura. Além disso, a imobilização e resgate de vítima em maca de espaço confinado com içamento por roldanas, resgate de vítima na área de combate a incêndio com fogo real, resgate da vítima de câmara de fumaça (labirinto) e prova de percurso com obstáculos (inclusive com rastejamento e mergulho em poço de lama) também foram abordados na capacitação.

    Segundo o supervisor operacional da Cetric de Araucária, Ubiratan Antonio Capeletti, este treinamento foi de suma importância para a qualificação e preparação dos colaboradores da Cetric no que diz respeito à prevenção de acidentes, no combate a incêndios, bem como a preservação da vida e do patrimônio da empresa. “Dentre as várias tipologias de resíduos perigosos e não perigosos que trabalhamos, como movimentamos alguns deles que apresentam características de serem combustíveis  e/ou inflamáveis, além de produtos químicos, há de se desenvolver continuamente o senso crítico dos colaboradores sobre os riscos envolvidos nessas operações, de forma a evitar-se acidentes, bem como no correto atendimento a eventos indesejados como queimaduras, esmagamentos, choques elétricos, quedas e mesmo colisões de veículos.”, diz o supervisor.

    Ainda, segundo Ubiratan, o treinamento prático, nesses casos, é de suma importância, pois é possível simular as situações reais indesejadas que poderão acontecer no exercício das atividades cotidianas e nesses casos, a formação e atuação da equipe devidamente integrada e treinada é fundamental, conclui Ubiratan.

     

    Newsletter

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *